Black Mirror e a busca pelo que realmente importa (parte 2)

A quarta temporada de Black Mirror fechou 2017 com chave de ouro. Vi muita gente criticando, dizendo que foi a mais fraca, mas não vi assim.  Gostei do último episódio referenciando as outras temporadas e amarrando tudo, quase como uma história só. Mas claro, não quero escrever uma crítica sobre a série e sim, trazer... Continue lendo →

Anúncios

Reflexões de fim de ano

Fui incumbida de alimentar os coelhos das minhas sobrinhas e cuidar das plantas da casa da minha irmã essa semana. Enquanto findava minha segunda tarefa, um jato de água atingiu a parede por acidente e um arco iris apareceu. Quase não deu para vê-lo. Molhei a parede de novo, intencionalmente e fiquei olhando aquelas cores... Continue lendo →

Ela sempre quis ver Deus

Quase particular

Ela vivia uma busca incansável

Procurando Deus por todos os lados

Sabia que não encontrá-lo era improvável

Por isso insistiu em procurar, mesmo quando pensava ter falhado

Soube que um dia ele se deixou ser visto

Mas o que era mistério aparentemente

Tornou-se real, através de Jesus Cristo

O Grande Deus da Bíblia quis ser gente

Vivendo aqui na terra

Andou, falou, sorriu e chorou

Mas depois seu tempo aqui se encerra

Aos céus ele voltou

E agora, como o veria, então?

Não é mágica nem conto de fada

Algo aconteceu e mudou sua percepção

Ela hoje viu Deus abraçando uma mãe enlutada

Lembrou-se de ver uma conhecida andando com outra que não lhe queria bem

Mesmo ficando antes naquele impasse

Não é fácil, ela poderia julgar alguém?

Mas hoje ela viu Deus dar a outra face

Por fim olhou para sua vida e percebeu

E isso poderia ser um…

Ver o post original 59 mais palavras

O que aprendi após retirar as amígdalas (ou uma reflexão sobre nossa alimentação espiritual)

Há muito tempo vinha planejando retirar as amígdalas, até que no começo desse mês consegui. Apesar de ser um procedimento simples, pesquisei bastante sobre, sabia da alimentação restrita a líquidos e gelados, do pós-operatório chato e dolorido. Sabia no que estava me metendo. Conhecer a teoria, entretanto, não te livra da vivência da situação, das... Continue lendo →

Refletindo sobre Orphan Black: O evangelho na vida de Alisson Hendrix

OUTRO PONTO

alison

”Eu só quero conhecer. Jesus Cristo, quem é você? O que você sacrificou?”

Chegamos ao último texto sobre a série Orphan Black. Fazendo uma retrospectiva, no primeiro falamos sobre nossas tentativas de controlar tudo, brincando de Deus. No segundo falamos sobre a similaridade entre as sestras e o Corpo de Cristo. Partindo do geral, para o específico, hoje quero falar sobre Alisson Hendrix.

Ela vive em uma boa casa,  é treinadora de futebol para crianças e, junto com seu marido e os dois filhos adotivos, parecem uma típica família cristã e feliz do Canadá. Entretanto, quando os conhecemos mais, descobrimos que Alisson é alcoólatra e desconfia que seu marido seja um monitor, cúmplice das corporações que vivem de olho nas clones. Por conta dos vários segredos que ambos escondem, o casamento deles passa por várias crises.

Ao longo das temporadas, no entanto, vemos o casal sempre tentando se ajustar e…

Ver o post original 398 mais palavras

Isaías 19

Quase particular

Quem olha para ela agora nem imagina o seu passado glorioso, cheio de riquezas. Egito  era a melhor, a potência mundial. Achava que podia tudo, que estava bem amparada pelos seus deuses. Estava… Até ficar frente a frente com Ele.

– Um Deus desconhecido, sem nome e sem rosto… Quem ele pensa que que é para se dizer mais poderoso que todos os meus deuses? – Ela se pergunta. O que ela não sabia era que Ele não pensa que é, Ele simplesmente é. Ela pagou caro por não acreditar. Foi confrontada uma, duas, três… dez vezes derrotada pelo Deus que defende escravos.

O tempo passou, ela se reergueu, superou, mas volta e meia ele aparecia em seus sonhos, como um fantasma do passado, como alguém misteriosamente atraente. Ela ouve seu nome outra vez e sente um frio na barriga. Faz tempo desde a última vez que se encontraram. Ela sabe…

Ver o post original 227 mais palavras

Refletindo sobre Orphan Black: As sestras e o corpo de Cristo

OUTRO PONTO

orphan-black-season-5.jpg

Como disse no primeiro texto, a primeira coisa que me atraiu para assistir Orphan Black foi saber que uma atriz (Tatiana Maslany) conseguia dar vida a mais de dez personagens diferentes.  Enquanto assistia aos episódios, por diversas vezes meu cérebro foi enganado e eu cheguei a esquecer desse detalhe, acreditando serem mulheres diferentes em cena.

Autênticas, as clones Ledas apenas se parecem fisicamente, pois suas personalidades, gostos e até a forma de falar, vestir e andar são diferentes. Sarah é mãe solteira e traficante. Beth é uma policial depressiva viciada em remédios. Alisson, mãe, dona de casa e alcoólatra. Cosima, lésbica e cientista brilhante. Helena, uma assassina treinada criada em um convento. MK, uma hacker excelente e cheia de segredos. Rachel, fina, elegante e com sede por poder. Krystal, manicure sexy e, aparentemente ingênua, mas bastante esperta.

A um tempinho atrás escrevi sobre a forte amizade dos personagens de The…

Ver o post original 337 mais palavras

Site no WordPress.com.

Acima ↑